domingo, abril 29, 2007

Receio das evidências

.
.
Que não venha ao meu encontro o par feliz. Se nele aguça os dentes a inveja (essa coisa ruim) e se me força pela trela ao regresso a casa, é por nisso discernir algum sinal das evidências. Receando que não existas, não mais levarei à rua a solidão a passear.
.


.

2 Comentários:


Blogger Maria P. disse...

Excelente!

Beijinho*

29/04/07, 22:31  

Blogger d. disse...

:)!

30/04/07, 16:09  

Enviar um comentário