domingo, agosto 13, 2006

Naked as paper to start?






"Now your head, excuse me, is empty.
I have the ticket for that.
Come here sweetie, out of the closet.
Well, what do you think of that?
Naked as paper to start."

"Mas a tua cabeça, desculpa que te diga, está vazia.
Tenho remédio para isso.
Anda cá, amorzinho, sai do armário.
Então, que pensas disto?
Está em branco como papel por escrever."

* estrofe retirada (e propositadamente descontextualizada) do poema The Applicant que consta do livro Ariel de Sylvia Plath (tradução de Maria Fernanda Borges).

Recontextualização (pessoal): Empty head? Muito longe disso... Only waiting to put some sense... Ou então, à espera de alguém que não resista em vir escrever a primeira palavra - "a" palavra - nessa página em branco...

.

1 Comentários:


Anonymous papoila disse...

Olá "amigo"!!!
Pode ser esta a palavra?

13/08/06, 23:12  

Enviar um comentário