quarta-feira, maio 13, 2009

Áptero, malgré lui

.
O tempo é como um avião sem caixa negra, cuja rota nunca poderá ser uma linha recta. Conhecemos-lhe os pontos de partida e vagamente os de chegada. Sabemos que voou, que passou célere, mas não fazemos ideia por onde. Chegará o dia em que se despenha sem deixar registo. E com uma pontinha de sorte, tudo muito limpinho, sem vestígios, nem destroços.

12 Comentários:


Blogger Inês Leitão disse...

és grande :)


cheers

13/05/09, 19:46  

Blogger Maria P. disse...

Ainda bem...e que bem.

Beijinho*

18/05/09, 00:47  

Blogger LN disse...

Great, Great blog.
!
;)

19/05/09, 21:00  

Blogger BAR DO BARDO disse...

o tempo é uma ilusão humana, esteja em caixa negra, preta, de cor, descolorida...

19/05/09, 23:26  

Blogger Cláudio disse...

Thanks to all your support! ;)

Bardo: e uma vez que o tempo rege as nossas vidas qual ditador, somos inevitavelmente comandados por um espectro. O que dizes corrobora o dito de que a vida é sonho e todo sonho é ou começa e sobretudo acaba como ilusão.

20/05/09, 18:10  

Blogger pin gente disse...

eu não queria conhecer a chegada!
um abraço
luísa

20/05/09, 23:22  

Blogger ninguém disse...

Falando assim parece fácil. MAs e quando você descobre palavras soltas de tempos´passados, ditas em tempo presente, que acabam destruindo e deixando destroços no tempo real. Me entende? naoooo... acredito que nao... Mas tudo bem, vamos deixar o tempo em seu tempo, porque o tempo é uma sombra que distancia de nós. é como a alma separndo do corpo...Entende? Nao tem problema, quem vai enteder?
Gostei do blog.
Saudações my darling
Gi

23/05/09, 02:46  

Blogger Cláudio disse...

Pois, uma vida em que conhecessemos de antemão o ponto de chegada não teria piada nenhuma. É bom ter-te aqui de volta, Luísa. Abraço.

24/05/09, 18:56  

Blogger Paula disse...

Bonito mas triste! Despenha-se sem deixar vestígios nem destroços...
A vida pode ser um sonho, mas por vezes fere tanto que parece impossível que não seja real...
Bjs

10/07/09, 03:41  

Blogger innername disse...

falta actualizar :) Maio é muito longe

30/11/09, 11:31  

Blogger C-ASA disse...

TEMPO:
Talvez uma caixa transparente, encantadora e iluminada, se vista de fora, tipo aqueles antigos sacos de Pop em pó para a roupa.

O tempo... abrir o saco e deixar o pó dissolver-se, fazer espuma, rolar terra abaixo- uma forma de se despenhar. Terra eu. Terra tempo.terra corpo. Terra-copo:bebo-os.

18/04/10, 15:14  

Blogger porbaixodapele disse...

não é o tempo que se despenha. somos nós que deixamos de o poder acompanhar. =P

04/07/10, 14:32  

Enviar um comentário